30 novembro 2013

Enredo de "Jurassic World" desenrola-se 22 anos depois do filme original

O realizador Colin Trevorrow revelou na sua conta do Twitter algumas novidades sobre "Jurassic World". Quando questionado se "Jurassic World" seria um reboot, Trevorrow salientou que "Reboot é uma palavra forte. É uma nova nova aventura sci-fi de horror, que se desenrola vinte e dois anos depois dos terríveis eventos de Jurassic Park". Fonte: Omelete.

"Jurassic World" será realizado por Colin Trevorrow ("Safety Not Guaranteed"), através do argumento de Rick Jaffa ("Rise of the Planet of the Apes"). A história de "Jurassic World" ainda é desconhecida. O filme é produzido por Frank Marshall e Patrick Crowley. A produção executiva está a cargo de Steven Spielberg. Até ao momento os únicos nomes confirmados no elenco são Bryce Dallas Howard, Ty Simpkins e Nick Robinson.

"Jurassic World" estreia a 12 de Junho de 2015 nos EUA. Podem seguir o Rick's Cinema no Facebook em: https://www.facebook.com/RicksCinema

Resenha Crítica: "Dead End" (1937)

 "Dead End" apresenta-nos com alguma assertividade as assimetrias sociais, económicas e culturais dos EUA nos anos 30, tendo como pano de fundo os subúrbios da cidade de Nova Iorque em plena "Grande Depressão". O filme foi lançado em 1937, mas as suas temáticas continuam infelizmente a manterem-se relativamente actuais e universais, expondo as dicotomias entre as populações desfavorecidas que vivem em bairros sociais ou com poucas condições financeiras e as populações mais abastadas. Essa situação fica paradigmaticamente representada na luxuosa habitação de Mr. Griswald (Minor Watson) e o seu filho, com este a ter uma enorme relevância devido a ser familiar de um importante juiz, enquanto o jovem rapaz não tem de se juntar aos outros elementos da sua idade, tendo direito a uma professora privada, uma casa com piscina, roupas elegantes e uma cultura acima da média, independentemente das suas atitudes nem sempre serem adequadas ao seu suposto estatuto. Nas ruas encontramos um bando de adolescentes que cometem pequenos delitos, um conjunto de rapazes cujo futuro parece ser pouco brilhante, interpretados por aqueles que ficariam conhecidos como os "Dead End Kids", nomeadamente, Tommy Gordon (Billy Halop), Dippy (Huntz Hall), Angel (Bobby Jordan), Spit (Leo Gorcey), T.B. (Gabriel Dell) e Milty (Bernard Punsly). Tommy é irmão de Drina (Sylvia Sidney), uma mulher que luta pelos seus direitos nas greves, que procura cuidar do familiar, enquanto sonha um dia sair da zona pobre onde habita e casar com um marido rico, tendo em Dave Connell (Joel McCrea) um interesse amoroso. Por sua vez, Dave, um arquitecto desempregado, parece balancear entre a doce Drina e Kay Burton (Wendy Barrie), uma mulher sofisticada cuja riqueza depende do caso amoroso que tem com um homem.

 A juntar à história destes personagens temos ainda o regresso do gangster "Baby Face" Martin (Humphrey Bogart em mais um gangster marcante da sua carreira) ao bairro que o viu nascer, tendo a companhia de um capanga. Procurado pela polícia devido a vários crimes, entre os quais, assassinatos, Martin efectuou uma plástica e procura reencontrar a mãe (Marjorie Main), que já não vê desde que fora pela primeira vez para uma casa de correcção e a sua ex-namorada Francie (Claire Trevor). O regresso de Martin ao seu bairro não corre da melhor forma, com a mãe a rejeitá-lo e o antigo amor a ser uma sombra do que era no passado, enquanto este alvo de admiração das crianças procura efectuar um perigoso crime no território. Estamos assim perante uma obra bem mais complexa do que pode aparentar, colocando-nos perante um conjunto de problemas sociais relativamente actuais, onde a sociedade parece ser incapaz de integrar os seus elementos mais desfavorecidos, uma temática posteriormente explorada em filmes como "Angels With Dirty Faces", com ambas as obras a evidenciarem algumas das limitações sociais da época. Em "Dead End", surgem expostas, ainda que de forma algo simplista, as limitações da lei, das políticas sociais, culturais, económicas e até da sociedade, para além dos centros de correcção dos EUA nos anos 30, onde os jovens mais do que a serem educados são sujeitos a uma enorme brutalização, ao mesmo tempo que nos deparamos com a dificuldade da ascensão social pela via do trabalho e uma economia mal distribuída, que permite estas assimetrias, um conjunto de temáticas que não fogem assim tanto à nossa realidade. O filme surge como as obras de gangster de pendor social, que procuram não engrandecer a figura do gangster, mas sim expor (por vezes com um excessivo moralismo) os problemas que podem conduzir os criminosos a seguirem pelo mundo do crime, muito ao jeito das películas deste subgénero a partir da implementação de forma efectiva do "Código Hays", expondo as assimetrias de uma cidade de Nova Iorque entre o luxo e a miséria, onde a busca pela felicidade parece ser uma impossibilidade daqueles que não nasceram em famílias de boas condições materiais.

 Essa dificuldade em ascender socialmente e melhorar as condições de vida pela via do trabalho fica paradigmaticamente exposta através de Drina, uma mulher que trabalha desde bastante jovem, que procura fazer valer os seus direitos, mas pouco consegue mudar a nível social. O seu desejo é viver de forma abastada e sobretudo evitar que o seu irmão se transforme num criminoso, algo que parece estar muito próximo de acontecer no meio da violência em que este se envolve e pratica. Drina é interpretada com alguma doçura por Sylvia Sidney, que nos faz acreditar no carácter sonhador e lutador da sua personagem, com William Wyler a contar com um elenco de grande valia, explorando esse talento em favor da narrativa, algo visível pela presença de Humphrey Bogart como Baby Face Martin. Bogart dá ao seu personagem uma aura temível e carismática, conseguindo ainda expor paradigmaticamente as fragilidades deste gangster complexo, que tem na rejeição da mãe e na descoberta que a ex-namorada é prostituta duas grandes decepções, sendo apenas um dos muitos elementos do seu bairro cuja presença na casa de correcção na juventude contribuiu mais para a transformação deste indivíduo num criminoso do que em corrigir os seus comportamentos, revelando-se uma figura trágica, mas nem por isso inocente, ao longo desta popular adaptação da peça homónima da Broadway de Sidney Kingsley. Temos ainda os "The Dead End Kids", dos quais se destacam Billy Halop e Leo Gorcey. Halop interpreta o irmão de Drina, um jovem rebelde, capaz do melhor e do pior, cujos actos prometem trazer efeitos nefastos. Gorcey é o típico jovem rufia, disposto a tudo para alcançar os seus intentos, sendo um dos muitos jovens deste bairro que não parecem ter grande futuro, que até tem em figuras como Baby Face Martin um exemplo e herói. Ficamos assim perante uma obra com um conteúdo social relevante, que nos coloca perante um conjunto de personagens interessantes e um retrato relativamente eficaz das assimetrias de um espaço urbano dos EUA nos anos 30, tudo apresentado com um cuidado trabalho de fotografia e uma realização assertiva de William Wyler, num filme que continua com uma assustadora actualidade.

Título original: "Dead End".
Título em Portugal: "Ruas de Nova Iorque".
Realizador: William Wyler.
Argumento: Lillian Helman.
Elenco: Sylvia Sidney, Joel McCrea, Humphrey Bogart, Wendy Barrie, Claire Trevor, Allen Jenkins.

Teresa Sobral na última imagem oficial de "Uma Curta de Amor"

A Cinema Livre/Frontier Media disponibilizou on-line a última imagem oficial de "Uma Curta de Amor", uma obra realizada por João Paulo Simões. A mesma fonte anunciou também os nomes de Pedro Duarte Pestana, Paulo Baião e Ricardo Lourinho na pos-producão e o de Nelson Quinhones na composicão da banda sonora original do filme. A imagem centra-se em Teresa Sobral:

Teresa Sobral em "Uma Curta de Amor"

O filme foi concebido e realizado por João Paulo Simões, tendo sido filmado em locais como a Confeitaria Nacional, Pensão Amor e Casa Fernando Pessoa, e conta com um elenco recheado de caras conhecidas, que inclui nomes como Luís Correia Carmelo, Sandra Celas, Lucinda Loureiro, Carlos Quintas, Marta Lapa, Raimundo Cosme, Susana Sá, Rita do Vale Capela, Paula Pais, Teresa Sobral, Heitor Lourenço, Margarida Barata, Sara Belo, Marina Albuquerque, Rui Lopes Graça, Diana de Castro Loureiro, Clara Pinto Correia, Rodrigo Soares, Inês Gonçalves, Manuel Cintra, Margarida Moreira e Henrique de Carvalho.

  Segundo o material disponibilizado no blog oficial, "'Uma Curta de Amor' será um filme que apresenta a identidade portuguesa para além de estatísticas politizadas ou percentagens europeias. Um projecto de cariz documental que pretende expressar com verdade e simplicidade, a recusa em nos deixarmos definir pelos outros". Numa entrevista concedida ao Rick's Cinema, João Paulo Simões salientou que "Uma Curta de Amor comunica de forma limpa, sucinta e despretenciosa o que a presente situação de Portugal veio gerar na alma lusitana. Encontraremos rostos (uns mais conhecidos do público português do que outros) que expressam, em duas palavras distintas - e dois estados de espírito específicos – verdades simultâneamente pessoais e universais".

Podem acompanhar as notícias de "Uma Curta de Amor" em: http://umacurtadeamor.blogspot.co.uk/ 

Entrevista a João Paulo Simões sobre "Uma Curta de Amor": http://bogiecinema.blogspot.pt/2013/10/entrevista-joao-paulo-simoes-sobre-uma.html

29 novembro 2013

"Noah" ganha um novo trailer internacional

Foi divulgado um novo trailer internacional de "Noah", um filme realizado por Darren Aronofsky. Podem ver o trailer no final do post.

"Noah" é realizado por Darren Aronosfky ("The Wrestler"), através do argumento de John Logan ("Gladiator"), Ari Handel e do próprio Aronofsky. O filme conta no elenco com Russell Crowe ("Les Miserables"), Douglas Booth ("LOL"), Logan Lerman ("The Three Musketeers"), Emma Watson ("The Bling Ring"), Jennifer Connelly ("Requiem for a Dream"), Anthony Hopkins ("Thor"), Marton Csokas ("The Debt"), Jóhannes Haukur Jóhannesson ("Reykjavik-Rotterdam"), Arnar Dan, Mark Margolis ("Black Swan") e Madison Davenport ("The Possession").

"Noah" é inspirado na história de Noé, o famoso herói bíblico que "recebeu ordens de Deus para a construção de uma arca, para salvar a Criação do Dilúvio". A história de Noé encontra-se no livro de Génesis, sendo o seu nome mencionado pela primeira vez em 5:29, encerrando com sua morte, em 9:29, com 950 anos. Na Bíblia, é mostrado o arrependimento de Jeová em ter criado o homem, devido à maldade que este espalhara na Terra. Tendo em vista fazer desaparecer tudo o que tinha criado, este decide lançar um dilúvio. Porém, decide poupar Noé, por este ter agido bem, e recomenda que este faça uma arca de madeira, e abrigar, junto com a sua família, um casal de cada espécie existente. A Noé e seus descendentes coube posteriormente (a "árdua") tarefa de povoar a região.

"Noah" estreia no dia 28 de Março de 2014, nos Estados Unidos da América. Pode seguir o Rick´s Cinema no Facebook em:https://www.facebook.com/pages/Ricks-Cinema


Dois novos posters internacionais de "The Secret Life of Walter Mitty"

Foram divulgados dois novos posters internacionais do remake de "The Secret Life of Walter Mitty". Podem ver os posters no final do post (via IMP Awards).

O enredo de "The Secret Life of Walter Mitty" é inspirado no filme homónimo, realizado por Norman Z. McLeod e no conto de James Thurber, com o mesmo nome. O remake centra-se num editor (Ben Stiller) da revista LIFE, que se abstrai constantemente da realidade e parte para o interior de um mundo de fantasia, onde apresenta uma confiança dicotómica daquela que tem no mundo real, algo que o acaba por afastar do seu interesse amoroso (Kristen Wiig). Walter parte em busca de uma fotografia perdida (tirada por um fotógrafo interpretado por Sean Penn), mas na verdade, a viagem servirá acima de tudo para este se encontrar a si próprio.

"The Secret Life of Walter Mitty" é realizado por Ben Stiller ("Tropic Thunder"), através do argumento de Steve Conrad, e conta no elenco com Kristen Wiig ("Bridesmaids"), Shirley MacClaine, Patton Oswalt ("Young Adult"), Adam Scott ("Party Down"), Kathryn Hahn ("Wanderlust") e Terence Bernie Hines ("Rushlights").

"The Secret Life of Walter Mitty" estreia no dia 25 de Dezembro de 2013, nas salas de cinema norte-americanas. Podem seguir o Rick´s Cinema no Facebook em: https://www.facebook.com/RicksCinema


"The Eastern and the Western Church (The Silent Duck)” - Clip do sexto capítulo de "Nymphomaniac"

Foi divulgado um clip de "The Eastern and the Western Church (The Silent Duck)”, o sexto capítulo de "Nymphomaniac". Podem ver o clip do novo filme de Lars von Trier no final do post.

"Nymphomaniac" é escrito e realizado por Lars Von Trier ("Melancholia"). O filme será dividido em duas partes, que totalizam oito capítulos e conta no elenco com Charlotte Gainsbourg ("The Tree"), Stellan Skarsgard ("The Avengers"), Jamie Bell ("Billy Elliot"), Connie Nielsen ("Boss"), Nicolas Bro ("War Horse"), Jesper Christensen ("Quantum of Solace"), Jens Albinus ("Idiots"), Shanti Roney ("Together") Severin von Hoensbroech ("Ruhm"), Udo Kier, Christian Slater, Uma Thurman ("Kill Bill"), Willem Dafoe ("Manderlay") e Jean-Marc Barr ("Dogville") .

Sinopse: NYMPHOMANIAC é a leve e poética história da jornada erótica de uma mulher, desde o nascimento até chegar aos cinquenta anos de idade, contada a partir da ninfomaníaca do título, Joe. Numa fria noite de Inverno, Seligman, encontra Joe praticamente inconsciente, após ter sido espancada. Depois de levá-la para o seu apartamento, este observa atentamente as feridas da mulher, ao mesmo tempo que procura tentar compreender como tudo pode ter corrido tão mal. Este escuta atentamente a história que a mulher tem para contar ao longo de oito capítulos, onde Joe narra a história da sua vida.

"Nymphomaniac" estreia a 25 de Dezembro de 2013 na Dinamarca. Podem seguir o Rick's Cinema no Facebook em: https://www.facebook.com/RicksCinema


Electro, Rhino e Green Goblin no novo poster de "The Amazing Spider-Man 2"

"The Amazing Spider-Man 2" ganhou um novo cartaz, embora a qualidade da imagem ainda não seja a melhor. O poster foi fotografado por um fã num cinema de Las Vegas, contando com a presença do Electro, Rhino e Green Goblin. Poster via Omelete.

Em "The Amazing Spider-Man 2", a vida Peter Parker (Andrew Garfield) anda atarefada – entre enfrentar os malfeitores como Spider-Man e passar tempo com a pessoa que este ama, Gwen (Emma Stone) - o final do ensino secundário nunca pareceu tão distante. Peter não esqueceu a promessa que fez ao pai de Gwen, de que a protegeria ao manter-se afastado da amada, mas esta é uma promessa que o protagonista simplesmente não consegue cumprir. Tudo muda para o herói, quando Electro (Jamie Foxx) emerge, o velho amigo Harry Osborn (Dane DeHaan) regressa e Peter descobre novas pistas sobre o seu passado.

A sequela de "The Amazing Spider-Man" vai ser realizada por Marc Webb, através do argumento de Alex Kurtzman e Roberto Orci ("Star Trek"). O filme conta no elenco com Andrew Garfield, Emma Stone, Felicity Jones, Jamie Foxx, Dane DeHaan, Paul Giamatti, Colm Feore e Chris Cooper.

  "The Amazing Spider-Man" tem estreia marcada para o dia 2 de Maio de 2014. Podem acompanhar o Rick's Cinema no Facebook em: https://www.facebook.com/RicksCinema

Poster italiano de "Philomena"

Foi divulgado um poster italiano de "Philomena", um filme realizado por Stephen Frears. Poster via IMP Awards.

O filme é realizado por Stephen Frears ("Lay the Favorite"), através do argumento de Steve Coogan e Jeff Pope. "Philomena" conta no elenco com Judi Dench ("Skyfall"), Steve Coogan ("Ruby Sparks"), Charlie Murphy, Neve Gachev, entre outros. 

O enredo de "Philomena" é inspirado no livro "The Lost Child of Philomena Lee: A Mother, Her Son and a 50 Year Search", da autoria de Martin Sixsmith. O enredo do filme é inspirado na história verídica de Philomena Lee, uma mulher que em 1952 deu à luz uma criança num abrigo dirigido por freiras católicas em Roscrea, no Norte de Tipperary. Jovem e solteira, esta procura evitar a todo o custo a família, acabando por ser forçada pelas freiras a abandonar o bebé de forma a que pudessem enviá-lo para uma família norte-americana abastada. O filme vai acompanhar a jornada de Philomena em busca do seu filho.

"Philomena" estreou a 1 de Novembro no Reino Unido. Podem seguir o Rick´s Cinema no Facebook em: https://www.facebook.com/RicksCinema 

Resenha Crítica: "The Public Enemy" (1931)

 Logo no prólogo de "The Public Enemy" é anunciado que o filme não pretende glorificar os bandidos e os criminosos, tendo procurado retratar um estrato dos EUA no início dos anos 30, numa história baseada em factos reais, que conta com personagens e figuras ficcionais. Este aviso procura desde logo afastar qualquer polémica a que o filme pudesse estar sujeito, embora nem assim este conseguiu escapar, ou não tivesse no personagem interpretado por James Cagney um vulcão de emoções que explode com enorme facilidade e arrasa com tudo o que encontra pelo caminho. Cagney tem um desempenho electrizante, cujos adjectivos positivos serão sempre escassos, mantendo diálogos a uma velocidade por vezes tão estonteante como as balas que dispara, através do seu Tom Powers, um criminoso de baixo escalão que aos poucos começa a ascender no mundo do crime e a ter na transgressão da lei um modo de vida. Tom é amigo de infância de Matt Doyle (Edward Woods), um indivíduo mais calmo que o protagonista, embora igualmente se envolva com este no mundo do crime. Durante a infância, Tom e Matt efectuavam pequenos assaltos. Na chegada à idade adulta, estes tiveram finalmente uma grande oportunidade, graças ao charlatão "Putty Nose" (Murray Kinnell), mas esta não corre como o esperado. Em 1917, é anunciada a entrada dos Estados Unidos da América na I Guerra Mundial, algo que conduz Mike (Donald Cook), o irmão de Tom e namorado da irmã de Matt, a alistar-se, deixando o irmão a tomar conta da mãe, que se encontra sozinha em casa após a morte do pai.
 
 A narrativa logo avança para 1920, com a chamada Lei Seca a fazer-se sentir, com alguns contrabandistas a lucrarem com este negócio. Dois desses elementos são Matt e Tom, que são contratados por Paddy Ryan (Robert Emmett O'Connor) para trabalharem em conjunto com o gangster "Nails" Nathan (Leslie Fenton), assegurando que a cerveja da destilaria para a qual trabalham é adquirida pelos vários estabelecimentos. Aos poucos a violência praticada por Tom vai aumentando, quer com os seus inimigos, quer com o irmão, mantendo apenas uma relação aparentemente pacífica com a mãe, procurando a todo o custo protegê-la de saber a verdade sobre a sua profissão, embora mais cedo ou mais tarde as suas actividades prometam dar para o torto. O que não promete dar para o torto é "The Public Enemy", um filme de gangsters que beneficia do facto de ter sido elaborado no período anterior à aplicação efectiva do código Hays, para se apresentar como uma obra marcada por uma enorme violência e realismo, onde a ânsia de subir facilmente na vida conduz a que indivíduos como Tom libertem o seu lado mais selvagem e cedam perante o apelo do dinheiro fácil do mundo do crime. Tom não é um gangster de topo, diga-se que nem é uma das figuras mais inteligentes, representando um dos muitos indivíduos que procurou neste período da história dos EUA aproveitar-se do tráfico de bebidas para enriquecer e ascender socialmente, acabando por destruir várias das suas relações pessoais e permitir a James Cagney mais uma interpretação marcante na sua carreira. Curiosamente Cagney nem era a primeira opção para o papel, mas sim Edward Woods, no entanto, os actores acabaram por trocar de papéis, numa alteração que resultou em cheio, contribuindo para esta obra conter alguns momentos inesquecíveis (o final é simplesmente arrasador). 

 Cagney surge com um desempenho de cortar a respiração ao dar vida a Tom, um indivíduo que adoramos odiar, agressivo, de quem esperamos o pior e o imprevisível, seja a cuspir cerveja na cara do dono de um restaurante que comprou bebida a outro fornecedor ou a esmagar uma toranja na cara de Kitty (Mae Clarke), o protagonista é dinamite prestes a explodir, alavancando "The Public Enemy" para um nível muito acima da média. Realizado por William A. Wellman, "The Public Enemy" não é apenas mais um filme de gangsters estreado na década de 30, mas sim um dos mais felizes exemplares, dando a oportunidade de James Cagney ascender ao estrelado, enquanto o cineasta efectua uma representação intensa dos Estados Unidos da América em plena Lei Seca. Wellman procura explorar o mundo do crime e do tráfico de bebidas alcoólicas, mostrando um território dos EUA algo marcado pelo crime, onde as autoridades pouco controlam e as guerras entre gangues adensam o clima de crispação. Essa violência surge exposta não só no protagonista, com Wellman por vezes a parecer mostrar a sua simpatia por este indivíduo revoltado com tudo e com todos, que desafia o sistema e não tem barreiras para alcançar algum estatuto e dinheiro, embora nunca deixe de ser um gangster de segunda, mas também na sociedade que não o integra, contribuindo para que elementos como Tom não consigam seguir no caminho certo. "The Public Enemy" raramente parece querer fazer uma crítica ao seu protagonista, nem oferecer grandes lições de moral, pelo menos até à sua mensagem final, que surge antecedida por um momento arrasador a nível emocional, daqueles que ficam gravados na memória e nem o passar dos anos parece diminuir o seu efeito. Com um argumento de bom nível e uma realização mais do que segura de William A. Wellman, "The Public Enemy" surge como um filme de gangsters de excelência, onde a violência e o crime permeiam os cenários e os seus personagens, ao mesmo tempo que nos deixa perante um desempenho electrizante e arrebatador de James Cagney.

Título original: "The Public Enemy". 
Título em Portugal: "O Inimigo Público".
Realizador: William A. Wellman. 
Argumento: Harvey F. Thew.
Elenco: James Cagney, Joan Blondell, Jean Harlow, Edward Woods, Donald Cook.

28 novembro 2013

Quad de "Dallas Buyers Club"

Foi divulgado um quad de "Dallas Buyers Club". O quad centra-se no protagonista do filme, interpretado por Matthew McConaughey. Quad via IMP Awards.

"Dallas Buyers Club" é realizado por Jean-Marc Vallée ("C.R.A.Z.Y."), através do argumento de Craig Borten e Melisa Wallack. O filme conta no elenco com Jared Leto (vocalista da banda "30 Seconds to Mars"), Jennifer Garner ("Butter"), Gael Garcia Bernal ("Casa de mi Padre"), Matthew McConaughey ("Magic Mike"), Griffin Dunne, Denis O'Hare e Bradford Cox.

O enredo "Dallas Buyers Club" é inspirado na história verídica de Ron Woodroof, um homem que descobriu estar infectado com o vírus da SIDA e decidiu tomar drogas ilegais, que lhe permitiram viver durante mais tempo do que fora inicialmente diagnosticado, algo que serviu de exemplo para o tratamento de outros doentes que padeciam da mesma doença.

O filme estreia a 1 de Novembro de 2013 nos EUA. Podem seguir o Rick´s Cinema no Facebook em:https://www.facebook.com/pages/Ricks-Cinema

Resenha Crítica: "Little Caesar"

 Um dos bons exemplos dos filmes de gangsters dos anos 30 produzidos pela Warner Bros., "Little Caesar" coloca-nos perante Caesar Enrico "Rico" Bandello (Edward G. Robinson) e o seu amigo Joe Massara (Douglas Fairbanks, Jr.), dois gangsters que viajam em direcção a Chicago, embora com objectivos diferentes. Caesar quer ascender no mundo do crime e acaba por se juntar ao gang do perigoso Sam Vettori (Stanley Fields). Joe quer ser dançarino e conhecer mulheres, acabando por ter em Olga (Glenda Farrell) uma parceira na dança e interesse amoroso, enquanto se procura afastar do mundo do crime. Conhecido pelo gang como "Little Caesar", o personagem interpretado por Edward G. Robinson não tem problemas em obrigar o amigo a envolver-se no assalto ao clube nocturno onde trabalha como dançarino. Apesar das ordens do líder para terem cuidado com a violência, Caesar acaba por assassinar Alvin McClure, um indivíduo dedicado a combater o crime organizado na comissão anticrime. O comportamento ambicioso de Rico leva-o a ser alvo de uma tentativa de assassinato por parte de "Little Arnie" (Maurice Black), um gangster rival, mas o protagonista logo se consegue salvar e ir a tempo de ascender na organização de "The Big Boy", que entrega a Rico o controlo do Norte de Chicago, com este a aumentar a violência e o seu poder. Caesar ainda tenta que Joe se junte a si, mas perante a recusa do amigo e o facto deste saber demasiada informação incriminatória sobre a sua pessoa e a organização para a qual trabalha, "Rico" fica entre ter de assassinar o antigo amigo ou mantê-lo com vida e correr o risco deste prestar informações para as autoridades, ao mesmo tempo que tem de lidar com grupos rivais e a crescente acção da polícia na luta contra o crime.

 Com uma das interpretações mais marcantes e mediáticas da carreira de Edward G. Robinson, "Little Caesar" coloca-nos perante a ascensão meteórica do personagem do título no mundo do crime, até se envolver numa teia de violência e cair em desgraça, ao longo de uma obra cujas temáticas contrariam os ideais do sonho americano. Robinson brilha e convence como este gangster duro, algo rude e pouco educado, que procura triunfar e ascender socialmente através do mundo do crime, num filme mais preocupado em explorar a violência e as estruturas intrincadas no interior da máfia do que aprofundar as problemáticas ligadas aos Estados Unidos da América no final dos anos 20 e início dos anos 30, um país marcado por uma enorme crise financeira e a implementação da "Lei Seca" que permitira a ascensão de gangsters ligados ao contrabando. Mervyn LeRoy prefere apostar na exibição da complexidade das divisões no interior do crime organizado, nos seus jogos de lealdade e traições, tendo em Caesar um elemento individual para explorar uma questão mais lata, com este personagem sempre pronto a disparar e abstémio a ser o paradigma do apelo que o mundo do crime tinha em muitos indivíduos deste tempo. O personagem causou ainda alguma polémica devido a poder-se discernir uma subtil homossexualidade de Caesar, algo visível na relação deste com Joe, desprezando o interesse do amigo pelas mulheres e até a presença feminina. Se Robinson consegue destacar-se como este gangster perigoso e mortífero, que gradualmente se aprende a vestir a preceito, debita falas com um fulgor impressionante e surge pronto a conquistar o seu lugar no mundo do crime, também Douglas Fairbanks Jr. consegue sobressair, interpretando um dançarino que se procura afastar do gang de Caesar, mas é constantemente arrastado para o mesmo, numa obra marcada por personagens de carácter duvidoso, que habitam um conjunto de cenários citadinos povoados pela incerteza e a morte. 

 Mervyn LeRoy coloca-nos perante um filme de gangsters muito ao jeito das obras deste subgénero elaborados ao longo da década de 30, tais como "The Public Enemy" (1931), "Scarface" (1931), "The Roaring Twenties" (1939), que nos apresentam à ascensão rápida e queda dos gangsters, tendo sido lançado originalmente a 9 de Janeiro de 1931 e conhecido uma relevância notável a ponto de até ter servido de “modelo” para várias películas deste subgénero. Os elementos transversais a outros filmes de gangsters não se ficam por aqui, com "Little Caesar" a ter como pano de fundo um espaço citadino marcado pela insegurança, violência e indivíduos transgressores da lei, tendo como protagonista Caesar, um personagem livremente inspirado em Al Capone, que surge como anti-herói e vilão, numa obra que nos dias de hoje ainda apresenta uma vitalidade bastante interessante. Mérito para a realização de Mervin LeRoy, mas também para o argumento do filme, escrito por Francis Edward Faragoh e Robert N. Lee, tendo como base a obra literária homónima de William R. Burnett, o mesmo autor de "High Sierra" (posteriormente adaptado por Raoul Walsh) e argumentista de um dos filmes de gangsters mais marcantes dos anos 30, "Scarface". Os diálogos surgem eficazes, embora em alguns momentos possam parecer algo datados, reflectindo ainda a recente transição do cinema mudo para o sonoro (veja-se ainda a presença dos intertítulos em alguns momentos do filme). No entanto, podemos e devemos analisar os mesmos à luz da época em que o filme foi lançado, com "Little Caesar" a conter algumas falas ainda marcantes como a do protagonista: "Mother of Mercy! Is this the end of Rico? que figura na 73ª posição da "AFI's 100 Years...100 Movie Quotes", que surge num dos momentos mais intensos e inesquecíveis do filme. Vale ainda a pena destacar o trabalho de fotografia de Tony Gaudio, simples é certo, mas extremamente eficaz a expor a atmosfera marcada pelo crime e incerteza do filme, numa obra que não perde tempo com elementos desnecessários, dando quase tudo o que esperamos em 1h20, de forma enxuta, bem elaborada e com uma grande interpretação de Edward G. Robinson, apesar de descurar o desenvolvimento dos elementos do gang do protagonista. Ao contrário do personagem do título, "Little Caesar" não teve uma ascensão e queda rápida, mantendo-se como um filme de gangsters relevante e a ter em atenção.

Título original: "Little Caesar".
Título em Portugal: "O Pequeno César".
Realizador: Mervyn LeRoy.
Argumento: Francis Edward Faragoh e Robert N. Lee.
Elenco: Edward G. Robinson, Douglas Fairbanks Jr., Glenda Farrell.

"Jack Ryan: Shadow Recruit" - Novo poster

Já se encontra on-line um novo poster internacional de "Jack Ryan: Shadow Recruit", o novo filme inspirado no popular personagem criado por Tom Clancy. Poster via IMP Awards. O filme estreia em Portugal a 30 de Janeiro de 2014 e conta com o título: "Jack Ryan: Agente Sombra".

O filme é realizado por Kenneth Branagh, através do argumento de David Koepp. "Jack Ryan: Shadow Recruit" conta no elenco com Chris Pine ("Star Trek"), Kenneth Brannagh, Keira Knightley ("Atonement") e Kevin Costner ("Man of Steel").

"Jack Ryan: Shadow Recruit" é o primeiro filme da saga de Jack Ryan, que não é inspirado nas obras de Tom Clancy, indo partir de uma ideia original. O enredo do filme acompanha Jack Ryan, um jovem analista da CIA, que descobre a existência de um plano para um ataque terrorista à economia dos EUA. 

Siga o Rick´s Cinema no Facebook em: http://www.facebook.com/pages/Ricks-Cinema

Amy Adams e Christian Bale no novo clip de "American Hustle"

Foi divulgado um novo clip de "American Hustle", o novo filme de David O. Russell. O clip centra-se nos personagens interpretados por Amy Adams e Christian Bale, e pode ser visto no final do post.

"American Hustle" é realizado por David O. Russell e conta com o argumento da autoria de Eric Warren Singer ("The International"). O filme conta no elenco com Jennifer Lawrence ("Silver Linings Playbook"), Bradley Cooper ("Silver Linings Playbook"), Jeremy Renner ("The Avengers"), Amy Adams ("Man of Steel"), Christian Bale ("The Dark Knight Rises"), Louis C.K. ("Louie"), Alessandro Nivola ("Goal"), Elisabeth Rohm ("Transit"), Jack Huston ("Comboio Noturno Para Lisboa") e Michael Peña ("End of Watch").

O enredo de "American Hustle" é inspirado na operação ABSCAM do FBI. A história desenrola-se durante os anos 70, e acompanha um vigarista que tem de ajudar o FBI a resolver um caso de corrupção. O caso irá levar o personagem e a equipa a locais tão diferentes como Atlantic City e Washington D.C., numa operação que levou à queda de vários elementos do Congresso norte-americano.

"American Hustle" estreia a 13 de Dezembro de 2013 nas salas de cinema norte-americanas.  Podem seguir o Rick´s Cinema no Facebook em: https://www.facebook.com/RicksCinema 


Trailer e poster de "Cymbeline"

Foi divulgado o primeiro trailer e poster de "Cymbeline", um filme realizado por Michael Almereyda. Podem ver o trailer no final do post (via The Playlist).

O filme é realizado por Michael Almereyda ("Hamlet"), através do argumento do próprio."Cymbeline" conta no elenco com Anton Yelchin ("Star Trek"), Dakota Johnson ("21 Jump Street"), Milla Jovovich ("Resident Evil"), Ed Harris ("Snowpiercer"), Ethan Hawke ("Before Midnight") e Penn Badgley ("Gossip Girl").

"Cymbeline" adapta a peça homónima de William Shakespeare aos dias de hoje. A história desenrola-se nos Estados Unidos da América e acompanha um conjunto de polícias corruptos que entram em confronto com um gang de motoqueiros. O filme está a ser descrito como uma mistura entre a série "Sons of Anarchy" e "Romeo + Juliet" (de Baz Luhrmann). Yelchin vai dar vida a Cloten, o filho da Rainha (Jovovich), fruto de uma relação anterior da mesma com outro homem. Johnson vai interpretar Imogen, a filha do Rei Cymbeline (Harris), tendo sido fruto do casamento anterior deste último.

O filme ainda não tem uma data de estreia definida. Podem acompanhar o Rick's Cinema no Facebook em: https://www.facebook.com/RicksCinema


Novo TV Spot de "RoboCop"

Foi divulgado um novo TV Spot do reboot de "RoboCop". Podem ver o vídeo promocional no final do post.

O reboot de "Robocop" é realizado por José Padilha ("Tropa de Elite"), através do argumento de Josh Zetumer ("Dune"), posteriormente rescrito por Nick Schenk ("Gran Torino") e James Vanderbilt ("The Amazing Spider-Man"). Joel Kinnaman ("The Killing"), Gary Oldman ("The Dark Knigh Rises"), Samuel L. Jackson ("The Avengers"), Abbie Cornish ("Limitless"), Jackie Earle Haley ("Watchmen"), Jay Baruchel ("How to Train Your Dragon"), Jennifer Ehle ("The Ides of March"), Michael Kenneth Williams ("The Wire"), Marianne Jean-Baptiste ("Without a Trace") e Michael Keaton ("The Other Guys").

Sinopse de "RoboCop" (traduzida livremente): Em 2029, o conglomerado multinacional Omnicorp encontra-se no centro da tecnologia robótica. Os seus drones encontram-se a vencer as guerras norte-americanas ao redor do Mundo e agora a empresa pretende utilizar esta tecnologia a nível interno. Alex Murphy é um bom marido, um bom pai e é um polícia a dar o seu melhor para combater o crime e corrupção em Detroit. Após ter sido gravemente ferido no cumprimento do dever, a Omnicorp decide utilizar a sua tecnologia avançada para salvar a vida de Alex. Este regressa à sua cidade com um novo conjunto de espectaculares habilidades, mas com problemas que um homem normal não teria de enfrentar.

"RoboCop" estreia a 12 de Fevereiro de 2014, nas salas de cinema norte-americanas. Siga o Rick´s Cinema no Facebook em: https://www.facebook.com/RicksCinema


Poster japonês de "Nebraska"

Já se encontra on-line um novo poster de "Nebraska", um filme realizado por Alexander Payne ("The Descendants"). O poster foi lançado para divulgar o filme no mercado japonês. Via IMP Awards.

O enredo de "Nebraska" centra-se num indivíduo alcoólico (Dern) que viaja desde Montana até ao Nebraska para arrecadar o prémio de um milhão de dólares da Publisher’s Clearing House. Este personagem irá contar com a companhia do seu filho (Forte), que apesar de ser bastante afastado do pai decide acompanhá-lo para evitar que este se envolva em sarilhos.

O filme será realizado por Alexander Payne ("The Descendants"), através do argumento do próprio. "Nebraska" conta no elenco com Bruce Dern ("Twixt"), Will Forte ("MacGruber"), Bob Odenkirk ("Breaking Bad"), Stacy Keach ("The Bourne Legacy"), Devin Ratray ("Home Alone"), entre outros.

"Nebraska" estreia a 15 de Novembro de 2013 nos EUA. Podem seguir o Rick´s Cinema no Facebook em: https://www.facebook.com/RicksCinema

Steve Coogan e Judi Dench no poster japonês de "Philomena"

O IMP Awards divulgou um poster japonês de "Philomena", um filme realizado por Stephen Frears. O poster centra-se na dupla de protagonistas, interpretada por Steve Coogan e Judi Dench.

O filme é realizado por Stephen Frears ("Lay the Favorite"), através do argumento de Steve Coogan e Jeff Pope. "Philomena" conta no elenco com Judi Dench ("Skyfall"), Steve Coogan ("Ruby Sparks"), Charlie Murphy, Neve Gachev, entre outros. 

O enredo de "Philomena" é inspirado no livro "The Lost Child of Philomena Lee: A Mother, Her Son and a 50 Year Search", da autoria de Martin Sixsmith. O enredo do filme é inspirado na história verídica de Philomena Lee, uma mulher que em 1952 deu à luz uma criança num abrigo dirigido por freiras católicas em Roscrea, no Norte de Tipperary. Jovem e solteira, esta procura evitar a todo o custo a família, acabando por ser forçada pelas freiras a abandonar o bebé de forma a que pudessem enviá-lo para uma família norte-americana abastada. O filme vai acompanhar a jornada de Philomena em busca do seu filho.

"Philomena" estreou a 1 de Novembro no Reino Unido. Podem seguir o Rick´s Cinema no Facebook em: https://www.facebook.com/RicksCinema 

"Bring Your Doggy Bag" - Novo poster de "Mr. Peabody & Sherman"

O Coming Soon divulgou um novo poster de "Mr. Peabody & Sherman". O poster tem como temática o Dia de Acção de Graças e centra-se em Mr. Peabody.

"Mr. Peabody & Sherman" é baseado nos personagens exibidos na série de animação, "Rocky and His Friends" e posteriormente em "The Bullwinkle Show." O desenho animado centrava-se num cão que fala, chamado Mr. Peabody. Peabody é um génio, que escolhe como "animal de estimação", um rapaz chamado Sherman. Nos vários segmentos do "Rocky & Bullwinkle Show", a dupla viajava no tempo e efectuava improváveis e interessantes descobertas sobre as mais importantes figuras da história.

O filme é realizado por Rob Minkoff ("O Rei Leão"), através do argumento da autoria de Jeffrey Ventimilia e Joshua Sternin (dupla de Yogi Bear). O elenco vocal do filme é composto por Ty Burell, Stephen Colbert, LeslieMann, Max Charles, Ariel Winter, Allison Janney e Mel Brooks.

"Mr. Peabody & Sherman" estreia a 7 de Março de 2014, nos Estados Unidos da América. Podem acompanhar o Rick's Cinema no Facebook em: https://www.facebook.com/RicksCinema

Christoph Waltz pode interpretar o vilão de "Pirates Of The Caribbean: Dead Men Tell No Tales"

O Daily Mail adianta que Christoph Waltz pode dar vida ao antagonista de "Pirates Of The Caribbean: Dead Men Tell No Tales", o quinto filme da saga "Piratas das Caraíbas". A mesma fonte adianta que Keith Richards vai voltar a interpretar o Capitão Teague. Waltz pode dar vida ao Capitão Brand, um fantasma que pretende o Tridente para se vingar de Jack Sparrow. Brand acredita que Jack transformou o seu irmão Eric num pirata, algo que conduziu à morte deste último.

Segundo o post do Daily Mail, o enredo de "Pirates Of The Caribbean: Dead Men Tell No Tales" vai centrar-se na busca pelo Tridente desenvolvida pelo Capitão Jack Sparrow e a sua equipa. O mesmo post adianta a presença de Carina Smyth, a filha do Capitão Barbosa, que se pode envolver com o Capitão Jack Sparrow.

"Pirates Of The Caribbean: Dead Men Tell No Tales" será realizado por Joachim Rønning e Espen Sandberg ("Kon-Tiki"). O quinto filme da saga "Piratas das Caraíbas" conta com o argumento de Jeff Nathanson ("Catch Me If You Can"). Johnny Depp regressa para o papel de Jack Sparrow, enquanto Jerry Bruckheimer continua como produtor.

"Pirates of the Caribbean: Dead Man No Tales" estreia em 2016 nos EUA. Podem seguir o Rick's Cinema no Facebook em: https://www.facebook.com/RicksCinema

27 novembro 2013

Estreias da semana - 28 de Novembro de 2013

Boa-noite, caros leitores, e bem-vindos a mais um post das estreias da semana. A partir de amanhã, dia 28 de Novembro, vão estrear nas nossas salas de cinema oito novas obras cinematográficas. Já vimos algumas delas, sobre outras temos estado atentos, e como tal vamos debitar sobre aquelas que, a priori ou a posteriori, merecem a nossa atenção.

O primeiro filme que achamos por bem destacar, e recomendar, é o francês "A Vida de Adèle: Capítulos 1 e 2", que o Aníbal já viu e gostou, como podem comprovar por este excerto da crítica que ele lhe escreveu: «O cineasta realiza uma adaptação com algumas liberdades à graphic novel "Le bleu est une couleur chaude" de Julie Maroh, criando um drama onde duas jovens desejam-se, amam-se, cometem erros, tratando uma relação homossexual com uma enorme naturalidade e até crueza, revelando-se bastante eficaz nesse quesito e criando um dos casais mais marcantes das obras estreadas em 2013. Já nas cenas de sexo, apesar da célebre cena de dez minutos ser explosiva e adequar-se à representação pura e dura que Kechiche quer fazer da relação, não deixa também de parecer que estamos em "águas" de filme pornográfico, embora ajustado ao enredo. Tudo é explicito ao longo do filme, seja o sexo, seja os sentimentos, seja o amor, seja o desejo, numa obra que não tem medo de correr riscos ao longo das suas três horas, perdendo-se em alguns momentos, mas encontrando-se com facilidade e a fazer com que a sua longa duração raramente seja sentida. Este é também um filme sobre arte, seja esta literatura, pintura ou a simples e difícil arte de amar, com Kechiche a deixar-nos perante um pedaço explosivo de emoções, onde duas mulheres desejam-se, amam-se, descobrem-se, formam as suas identidades e pelo caminho absorvem-nos para a sua intensa história de amor

"La Vie d'Adèle" foi realizado por Abdellatif Kechiche ("Vénus Noire"), através do argumento do próprio e Ghalia Lacroix. O filme conta no elenco com Léa Seydoux, Adèle Exarchopoulos, Jeremie Laheurte, Catherine Salée, entre outros.

"La Vie d’Adèle" foi o filme sensação da edição deste ano do Festival de Cannes, tendo vencido a Palma de Ouro e o prémio FIPRESCI. O enredo de "La Vie d'Adèle" acompanha as descobertas sexuais de Adèle (Adèle Exarchopoulos), uma jovem de 15 anos, cuja vida muda quando conhece Emma (Léa Seydoux).

Trailer





Destacamos ainda a estreia de "Os Jogos da Fome: Em Chamas", que tem tido uma aceitação por parte da crítica norte-americana ligeiramente melhor que a do primeiro filme (que, mesmo assim, até foi bastante positiva).

The Hunger Games: Catching Fire" é inspirado na obra literária "Catching Fire", de Suzanne Collins. O livro foi publicado originalmente no dia 1 de Setembro de 2009, tendo sido um sucesso de vendas. O livro foi publicado em Portugal com o título "Em Chamas" e tem a seguinte sinopse (Bertrand):

Depois de no primeiro volume Katniss se oferecer para substituir a irmã mais nova nos Jogos da Fome, que têm como lema «matar ou morrer», contra todas as expectativas, não só Katniss Everdeen venceu os Jogos da Fome, como pela primeira vez na história desta competição dois tributos conseguiram sair da arena com vida. Os dois jovens Katniss e Peeta tornaram-se agora os rostos de uma rebelião que nunca esteve nos seus planos. E o Capitólio não olhará a meios para se vingar… Um ritmo constante de adrenalina numa obra que promete tornar-se uma das leituras mais viciantes do ano.

"The Hunger Games: Catching Fire" é realizado por Francis Lawrence ("Water for Elephants"), através do argumento de Simon Beaufoy ("Slumdog Millionaire") e posteriormente Tom Arndt ("Toy Story 3"). O filme conta no elenco com Jennifer Lawrence, Josh Hutcherson, Liam Hemsworth, Lenny Kravitz, Elizabeth Banks, Stanley Tucci, Donald Sutherland, Woody Harrelson, Philip Seymour Hoffman, Jena Malone, Amanda Plummer, Lynn Cohen, Patrick St. Esprit, Meta Golding, Bruno Gunn, Alan Ritchson, E. Roger Mitchell, Maria Howell, Stephanie Leigh Schlund, Sam Claflin e Jeffrey Wright.

Trailer





Realce-se também a vinda de "Frozen - O Reino do Gelo", um novo filme de animação da Disney que também tem sido bem recebido pelos críticos e pelas audiências em geral.

O enredo do filme é inspirado no conto "The Snow Queen", de Hans Christian Andersen. A história desenrola-se num reino condenado a viver eternamente no Inverno, e acompanha Anna (Bell), uma jovem rapariga que junta-se a um homem das montanhas chamado Kristoff, numa jornada para encontrar a Snow Queen (Menzel) e terminar com o terrível feitiço que esta lançou no Reino.

"Frozen" é realizado por Jennifer Lee (argumento de "Wreck-It Ralph") e Chris Buck ("Tarzan"). O filme conta com músicas originais da autoria de Robert Lopez e Kristen Anderson Lopez, dois nomes respeitados na Broadway. "Frozen" conta no elenco vocal com Jonathan Groff ("Taking Woodstock"), Kristen Bell ("Veronica Mars"), Idina Menzel ("Glee"), entre outros.

Trailer





Destacamos igualmente "Dança de Sombras", uma obra protagonizada por Clive Owen, Domhnall Gleeson, Aidan Gillen e Andrea Riseborough que o Aníbal já viu, e achou razoável. Podem comprovar isso mesmo através deste excerto da sua crítica: «Apesar do filme não desenvolver grande parte dos personagens secundários (numa tentativa notória de centralizar as atenções da protagonista), vale a pena realçar o desempenho de nomes como Domhnall Gleeson (irmão da protagonista) e Aidan Gillen (elemento do IRA), que conseguem sobressair apesar do pouco material que têm entre mãos, numa obra que não reinventa o género, mas é bastante eficaz a desenvolver esta história de espionagem no interior de uma Irlanda do Norte em convulsão, contando para isso com um bom argumento, uma história apelativa, desempenhos eficazes de Clive Owen e Andrea Riseborough, para além do bom trabalho de fotografia (as cores esbatidas casam na perfeição com o clima da narrativa) e da realização segura de James Marsh. "Shadow Dancer" não está livre de imperfeições, mas revela-se um thriller competente, que é capaz de prender a nossa atenção durante todo o tempo da narrativa e mostrar o talento de Andrea Riseborough como protagonista de um filme

"Shadow Dancer" foi realizado por James Marsh ("Man on a Wire"), através do argumento do próprio, e tem no elenco Andrea Riseborough ("Happy Go Lucky"), Aidan Gillen ("Blitz"), Domhnall Gleeson ("True Grit") Clive Owen ("Children of Men"), Gillian Anderson (a agente Scully de "X- Files"), entre outros.

Sinopse: O enredo de "Shadow Dancer" é inspirado no livro homónimo da autoria de Tom Bradby. O livro foi publicado originalmente em 1998, sendo o primeiro livro do autor. O enredo do livro centra-se em Colette McVeigh, uma mãe de família de 29 anos, terrorista, viúva. Uma mulher cujos irmãos se encontram profundamente envolvidos nos níveis mais elevados do IRA, cujo marido foi morto pelos serviços secretos britânicos, uma mulher que se tornou numa informante do MI5.
Presa durante um atentado bombista falhado em Londres, Colette tinha duas opções: falar e voltar a falar com as suas crianças ou permanecer em silêncio e ficar o resto da sua vida atrás das grades e nunca mais ver os seus filhos.
Com receio que Colette coloque o passado à frente da família, o agente David Ryan, irá seguir a ex-terrorista para Belfast. Ryan assiste com cada vez maior preocupação ao crescente perigo em que Colette se coloca para poder cumprir a missão de que foi incumbida. Estes receios levam Ryan a perceber que a sua integridade profissional ficou comprometida à medida que crescem os sentimentos por esta.

Trailer





Não poderíamos, por fim, deixar de fora a estreia de "A História do Cinema: Uma Odisseia", uma obra meio filme, meio série com 15 horas de duração realizada por Mark Cousins e dividida em vários capítulos que, como o título indica, vão explorar algumas fases da História do Cinema, desde o seu nascimento até aos dias de hoje. A obra tem sido exemplarmente elogiada pela crítica.

Os capítulos deste acontecimento em questão vão ser exibidos pela Midas Filmes no Cinema City Alvalade, nos seguintes horários:

28/11, 19h30 - O Nascimento do Cinema (1895-1920) + O Sonho de Hollywood (anos 20)
29/11, 19h30 - Expressionismo, Impressionismo, Surrealismo (anos 20) + O aparecimento do som (anos 30)
30/11, 19h30 - Cinema do Pós-Guerra (anos 40) + Sexo e Melodrama (anos 50)
1/12, 19h30 - Nova Vaga Europeia (anos 60) + Novos Realizadores, Novas Formas (anos 60)
2/12, 19h30 - Cinema Americano dos anos 70 + Filmes para mudar o mundo (anos 70)
3/12, 19h30 - O aparecimento dos multiplex e o mainstream asiático (anos 70) + Luta contra o Poder: O Protesto no cinema (anos 80)
4/12, 19h30 - Novas fronteiras: Cinema do mundo na África, Ásia e América Latina (anos 90) + Parte 14 – Independentes Americanos e Revolução Digital (anos 90)
4/12, 22h00 - O Cinema Hoje e o Futuro (anos 2000) + debate A História e o Futuro do Cinema com o apoio do site à pala de Walsh e com a presença de Maria João Madeira, João Mário Grilo, Luís Mendonça e João Lameira

Sinopse (Filmspot): Escrito e realizado pelo crítico de cinema Mark Cousins, esta é a história da sétima arte contada através das inovações cinematográficas.
Abarca seis continentes e 12 décadas, mostrando como os realizadores se deixaram influenciar uns pelos outros e pelas respectivas épocas históricas.
É um guia do cinema mundial, uma viagem dos filmes dos realizadores ocidentais ao cinema africano, asiático e do médio oriente, uma compilação dos melhores filmes até hoje realizados, uma história épica.
Cousins visita alguns lugares míticos de rodagens e entrevista realizadores e actores lendários: Gus Van Sant, Lars von Trier, Jane Campion, Bernardo Bertolucci, entre outros.
Do Mudo a Hollywood e ao Cinema Digital, a história da arte que encantou o mundo.

Para além das obras que mencionámos, vão estrear ainda o documentário "Terra de Ninguém" de Salomé Lamas, que vai ser exibido em conjunto com a curta metragem "Redemption", de Miguel Gomes; "Um Novo Final", uma comédia/drama protagonizada por Julianne Moore e Greg Kinnear, e a comédia francesa "Viva a França".

"The Hobbit: The Desolation of Smaug" - Novas imagens do filme

O Collider divulgou um conjunto de novas imagens de "The Hobbit: The Desolation of Smaug". Podem ver as imagens no final do post. O filme estreia a 13 de Dezembro de 2013 nos Estados Unidos da América.

"The Hobbit: The Desolation of Smaug" é realizado por Peter Jackson (trilogia "O Senhor dos Anéis"), através do argumento da autoria do próprio em colaboração com Fran Walsh, Philippa Boyens e Guillermo del Toro. O filme conta no elenco com Ian McKellen, Martin Freeman, Cate Blanchett, Orlando Bloom, Ian Holm, Christopher Lee, Hugo Weaving, Elijah Wood, Evangeline Lilly, Andy Serkis, Richard Armitage, John Bell, Stephen Fry, entre outros.

O enredo da trilogia de "O Hobbit" é inspirado no livro homónimo escrito por J. R. R. Tolkien, publicado em 21 de Setembro de 1937, cuja narrativa antecede a história contada na série "O Senhor dos Anéis" em 60 anos, tempo em que Bilbo fica com o anel até o retorno de Sauron, "o senhor das trevas". "The Hobbit" conta a história de um hobbit chamado Bilbo Baggins, que nunca pensara em sair de sua toca grande e confortável, até ser apanhado de surpresa por um mago chamado Gandalf e 13 anões (Dwalin, Balin, Kili, Fili, Dori, Nori, Ori, Oin, Gloin, Bifur, Bofur, Bombur e Thorin Escudo-de-Carvalho). Estes queriam recuperar os seus tesouros, que tinham sido roubados por um dragão chamado Smaug. Assim, estes saem em busca da Montanha Solitária com o objectivo de recuperar o que lhes pertence, vivendo muitas aventuras durante todo caminho, que envolvem aranhas gigantes, elfos, trolls e outros seres fantásticos, incluindo Gollum.

Podem acompanhar o Rick's Cinema no Facebook em: https://www.facebook.com/RicksCinema


"Cold Comes the Night" - Novo poster, clips e imagens

Foram divulgados várias novas imagens, dois clips e um novo poster de "Cold Comes the Night", um filme protagonizado por Bryan Cranston e Alice Eve. Podem ver os clips e as imagens no final do post (via The Playlist e IMP Awards).

"Cold Comes the Night" é realizado por Tze Chun ("Children of Invention"), através do argumento do próprio em colaboração com Osgood Perkins e Nick Simon. O filme conta no elenco com Alice Eve, Bryan Cranston, Logan Marshall-Green, Ursula Parker, Leo Fitzpatrick, entre outros.

O enredo de "Cold Comes the Night" acompanha um fugitivo quase cego, que toma como reféns a dona de um motel (Eve) e a sua filha (Parker). O criminoso pretende que estas funcionem como os seus olhos, enquanto procura recuperar o dinheiro que roubou, que se encontra na posse de um policia corrupto (Marshall-Green).

 "Cold Comes the Night" estreia a 10 de Janeiro de 2014 nos EUA. Podem acompanhar o Rick's Cinema no Facebook em: https://www.facebook.com/RicksCinema


Novas imagens e novo clip de "The Immigrant"

Foram divulgadas várias novas imagens e um novo clip de "The Immigrant", um filme realizado por James Gray ("Two Lovers"). Podem ver o clip e as imagens no final do post (via The Playlist).

"The Immigrant" foi realizado por James Gray, através do argumento do próprio e Ric Menello, recriando assim a dupla de "Two Lovers". O filme conta no elenco com Joaquin Phoenix, Jeremy Renner ("The Bourne Legacy"), Marion Cotillard ("Inception"), Dagmara Dominczyk ("The Count of Monte Cristo"), Angela Sarafyan ("A Good Old Fashioned Orgy"), Antoni Corone ("The Punisher"), DeeDee Luxe, entre outros.

A sinopse de "The Immigrant" é a seguinte: «1920. Em busca de um novo começo e do sonho americano, Ewa Cybulski e a sua irmã Magda navegam para Nova Iorque a partir da Polónia, a terra natal de ambas. Ao chegarem a Ellis Island, os médicos descobrem que Magda está doente, e as duas mulheres acabam por se ver separadas uma da outra. Ewa é lançada para as duras ruas de Manhattan enquanto a sua irmã é posta em quarentena. Sozinha, sem saber para onde ir e desesperada por se reunir com Magda, esta irá rapidamente ver-se na companhia de Bruno, um homem charmoso mas malévolo que a acolhe e força-a a enveredar pela prostituição. E num determinado dia, Ewa encontra o primo de Bruno, o ilusionista Orlando. Este irá atraí-la de rompante e tornar-se-á na sua única hipótese para escapar ao pesadelo que é, agora, a sua vida.»

"The Immigrant" foi exibido recentemente no Lisbon & Estoril Film Festivel e teve direito a uma crítica com a qualidade manhosa desta casa: http://bogiecinema.blogspot.pt/2013/11/resenha-critica-immigrant.html. Podem acompanhar o Rick's Cinema no Facebook em: https://www.facebook.com/RicksCinema


Três clips de "Inside Llewyn Davis"

Foram divulgados três clips de "Inside Llewyn Davis", um filme realizado pelos irmãos Coen. Podem ver os clips no final do post.

O enredo de "Inside Llewyn Davis" desenrola-se nos anos 60 e centra-se em Llewyn Davis, um músico que procura triunfar no mundo da música Folk de Nova Iorque.

"Inside Llewyn Davis" é realizado por Joel e Ethan Coen, através de guião dos próprios. O filme conta no elenco com Oscar Isaac, Carey Mulligan, Justin Timberlake, John Goodman, Jeanine Serralle, Garrett Hedlund e Stark Sands.

"Inside Llewyn Davis" estreia a 6 de Dezembro de 2013 nos EUA. Podem seguir o Rick's Cinema no Facebook em: https://www.facebook.com/RicksCinema


"Tarzan 3D" - Novo trailer

Foi lançado on-line mais um trailer de "Tarzan 3D", a nova adaptação cinematográfica do clássico livro de Edgar Rice Burroughs. O trailer foi lançado para divulgar o filme no Reino Unido e pode ser visto no final do post. O filme foi realizado por Reinhard Klooss e Holger Tappe (dupla de "Konferenz der Tiere"), através do argumento de Klooss, Yoni Brenner e Jessica Postigo. "Tarzan 3D" conta no elenco com Kellan Lutz ("Twilight") e Spencer Locke ("Resident Evil").

O projecto da Constantin Film "actualiza" alguns elementos da clássica história de Edgar Rice Burroughs. Por exemplo, os pais de Tarzan, são dois aventureiros bilionários que morrem num acidente de avião. O vilão do filme é o CEO da Greystoke Energies, um homem que tomou o controlo da companhia após a morte dos pais de Tarzan. O filme teve a seguinte sinopse revelada em Novembro de 2011:

Depois de perder os pais num acidente de helicóptero, John Greystoke Jr. é deixado à sua própria sorte num território remoto de África. O menino de três anos de idade cresce no interior de uma tribo de gorilas e torna-se o independente Tarzan. Com a morte do líder da tribo, o jovem Tarzan é perseguido e expulso por Tublat, o novo chefe. Enquanto isso, Clayton, um ambicioso executivo das empresas Greystoke, tem planos de exploração que colocam em causa todo o ecossistema africano. Na esperança de impedir a destruição, Jane procura ajuda junto do rei da selva para travar os planos de Clayton. Dividido, Tarzan precisa enfrentar desafios do mundo humano e animal, utilizando sua inteligência e conhecimentos da selva para enfrentar Clayton e Tublat, além de salvar a mulher que ama.

"Tarzan 3D" estreia no Brasil a 17 de Janeiro de 2014, com o título "Tarzan 3D - A Evolução da Lenda". "Tarzan" estreia em Portugal a 10 de Abril de 2014. Podem seguir o Rick´s Cinema no Facebook em: https://www.facebook.com/RicksCinema


Vem aí mais um western de Quentin Tarantino

Quentin Tarantino prepara-se para regressar aos "westerns à Tarantino". O realizador de "Django Unchained" revelou em entrevista ao "The Tonight Show" que o seu próximo trabalho "é um western".

Tarantino esclareceu que o filme "Não é uma sequela de 'Django', mas é outro western. Eu diverti-me tanto a fazer Django e gosto tanto de westerns, que depois de ensinar a mim mesmo como fazer um disse 'ok, agora vou fazer outro já que sei o que estou a fazer'".

 O realizador não revelou detalhes sobre o enredo do filme. A produção ainda não conta com um cronograma definido.

Fonte: Coming Soon e Omelete.

TV Spot de "Grudge Match"

Foi divulgado o primeiro TV Spot de "Grudge Match", um filme protagonizado por Robert De Niro e Sylvester Stallone. Podem ver o vídeo promocional no final do post.

"Grudge Match" é realizado por Peter Segal ("Get Smart"), através do argumento de Tim Kelleher e  Rodney Rothman. O filme conta no elenco com Sylvester Stallone ("Rocky Balboa"), Robert De Niro ("Raging Bull"), Alan Arkin ("Argo"), Kim Basinger ("L.A. Confidential") e Kevin Hart ("Think Like a Man").

O enredo de "Grudge Match" centra-se na história de Billy "The Kid" McDonnen e Henry "Razor" Sharp, dois boxeadores reformados, que são persuadidos a participar numa última luta e assim regressarem ao ringue de combate. Basinger interpreta uma mulher que está no meio da rivalidade destes dois homens. Arkin interpreta o antigo treinador do personagem de Stallone.

"Grudge Match - Ajuste de Contas" estreia em Portugal a 2 de Janeiro de 2014. Podem seguir o Rick´s Cinema no Facebook em: https://www.facebook.com/RicksCinema


Resenha Crítica: "Angels With Dirty Faces"

 Com a criação da Production Code Administration (PCA) por parte da Motion Picture Producers and Distributors of America (MPPDA), a 13 de Junho de 1934, tendo em vista a obrigar os estúdios a cumprirem as regras do "Código Hays", notou-se uma certa viragem nos filmes de gangsters desenvolvidos até então, com as obras cinematográficas a preocuparem-se menos com a violência e mais com questões ligadas a como estes indivíduos chegaram a gangsters, apresentando finais moralistas e um retrato sociológico que em alguns casos é efectuado com grande sucesso, ou então apresentando o ponto de vista das autoridades. Um desses casos é "Angels With Dirty Faces" de Michael Curtiz, um dos cineastas que merecia muito mais destaque pelos trabalhos que efectuou ao longo da sua carreira, tendo neste exemplar uma obra que não se limita a explorar a violência do mundo do crime em plena "Grande Depressão", mas também a mostrar o que pode conduzir os gangsters a este mundo, no caso a Rocky Sullivan (James Cagney), um indivíduo que um conjunto de acasos, a sua sociedade e a sua personalidade conduziram a ser um criminoso. Quando conhecemos Rocky pela primeira vez, este ainda é um adolescente, que forma uma forte de relação de amizade com Jerry, enquanto vivem num bairro com poucas condições. Os dois são meio rufias, conhecidos por comportamentos pouco próprios, que decidem assaltar um carregamento com canetas. Jerry consegue correr e fugir da polícia. Rocky é capturado e enviado para uma casa de correcção. Um pequeno momento acaba por ser marcante para a vida de ambos. Jerry torna-se um padre e procura ajudar as crianças e os desfavorecidos locais. Rocky forma amizades duvidosas, vagueia de prisão em prisão, até finalmente ser solto e voltar a contactar com Jerry (Pat O'Brien), quinze anos depois.

 O mundo de Rocky é marcado pela violência. Este ainda guarda alguma humanidade e bom coração, mas procura a todo o custo regressar ao "trabalho", procurando reaver os 100 mil dólares que lhe são devidos por Frazier (Humphrey Bogart), um advogado corrupto que apenas não foi preso devido ao protagonista não o ter denunciado. Rocky envolve-se profissionalmente com este e o superior de Frazier, o mafioso Keefer (George Bancroft), ao mesmo tempo que se procura reintegrar no bairro onde viveu, onde é o ídolo de um conjunto de jovens rufias (interpretados pelos "The Dead End Kids"), para além de tentar conquistar o coração da bela Laury (Ann Sheridan), hoje uma mulher encantadora, mas outrora uma jovem que este gostava de importunar. No centro da vida de Rocky encontra-se ainda a sua amizade com Jerry, com este último a funcionar como uma espécie de barómetro moral do amigo, procurando a todo o custo acreditar que o protagonista pode mudar, até os dois terem de tomar posições diferentes, sem que isso belisque a amizade entre ambos. A relação entre estes dois personagens de personalidades e destinos dicotómicas é explorada de forma assertiva pelo argumento do filme, que é capaz de aproveitar a amizade na vida real entre Cagney e Pat O'Brien para criar uma dinâmica convincente, dando espaço para cada um dos actores brilhar. Cagney ficou marcado pelos gangsters que interpretou, tendo em Rocky Sullivan mais um papel marcante, como este gangster que dispara falas afiadas, não tem problemas em tomar atitudes agressivas, mas mantendo sempre uma certa afabilidade. É o perigo em pessoa, mas também notamos sempre que este está longe de ser o gangster sem coração.

 Se Cagney sobressai, o mesmo se pode dizer de O'Brien, como um padre que tenta a todo o custo que as crianças do seu bairro não se transformem em futuros "Rockys", tendo na procura de criar um ginásio um projecto dos seus sonhos, de forma a proporcionar aos jovens (e não só) uma oportunidade de se divertirem e escaparem ao crime. Os adolescentes apresentados no filme surgem quase sempre como potenciais futuros gangsters, como delinquentes que cometem pequenos crimes, sendo bem interpretados pelos "The Dead End Kids", mas nada comparados com a aspereza sentimental de Frazier. Humphrey Bogart tem em Frazier mais um antagonista relevante, como vários que interpretou em bom nível na década de 30. Frazier não é um Duke Mantee, o vilão de "The Petrified Forest", um gangster que lidera uma quadrilha, mas sim um advogado que estabelece uma vasta rede de ligações e gere negócios ilícitos, com Bogart a não colocar um único "pingo" de simpatia no seu personagem, ao contrário de Ann Sheridan que surge como a doce Laury Martin. A personagem interpretada por Sheridan é uma viúva, que forma uma relação de amizade com Jerry e Rocky, embora com este último pareça sempre existir algo mais do que um sentimento fraterno. Com um conjunto de interpretações acima da média, um argumento capaz de explorar estes personagens e abordar temáticas relevantes sobre os problemas sociais e económicos que acabam por conduzir os jovens ao crime, "Angels With Dirty Faces" junta ainda uma realização inspirada de Michael Curtiz, onde sobressai particularmente o momento final, em que o close-up sobre o rosto de Cagney exprime mais sobre o personagem do que muitos diálogos. Diga-se que tudo parece funcionar nesses momentos finais, desde a iluminação, passando pela colocação da câmara de filmar, os gestos dos actores, notando-se todo um cuidado trabalho de fotografia, enquanto os sentimentos são expostos no ecrã.

 Os sentimentos são exacerbados, bem como a mensagem do filme, que não tem problemas em expor a dificuldade da sociedade em gerir a situação dos jovens sem recursos que vivem nos bairros sociais, uma temática já abordada em filmes como "Dead End" e no excelente "Knock On Any Door", entre muitos outros. Os centros de correcção e as prisões surgem como espaços de brutalização, a ascensão social parece complicada pela via do trabalho, pelo que o mundo do crime acaba por se tornar um aliciante para vários jovens, que vêm em figuras como Rocky, ou na realidade, Al Capone, John Dillinger e companhia, figuras de sucesso e fontes de admiração. É assim que ficamos perante uma figura como Rocky, que Michael Curtiz glorifica em certa medida, expondo o protagonista como alguém carismático, que comete erros e actos reprováveis, mas que parece sempre ter uma boa índole, até nos oferecer a um final moralista de forma a respeitar o "Código Hays" e a exibir que os actos criminosos podem e devem ser reprováveis. Com um cunho algo moralista e uma preocupação notória em explorar problemas internos da sociedade norte-americana, "Angels With Dirty Faces" surge como um filme de gangsters de nível elevado, onde Michael Curtiz mostra mais uma vez a sua versatilidade na realização cinematográfica e para nos oferecer finais trágicos, recheados de sentimento e personagens capazes de fazer sacrifícios por um bem maior.

Título original: "Angels With Dirty Faces".
Título em Portugal: "Anjos de Cara Negra".
Realizador: Michael Curtiz.
Argumento: Rowland Brown, John Wexley e Warren Duff,
Elenco: James Cagney, Humphrey Bogart, Pat O'Brien, Ann Sheridan.

Poster de "MONSTERZ", o novo filme de Hideo Nakata

Foi divulgado um novo poster de "MONSTERZ", o novo filme do realizador Hideo Nakata. Poster via Nippon Cinema.

O filme é realizado por Hideo Nakata ("Ringu") e conta no elenco com Tatsuya Fujiwara, Takayuki Yamada, Satomi Ishihara, Tomorowo Taguchi, Motoki Ochiai, Yutaka Matsushige, Tae Kimura, entre outros.

"Monsterz" é um remake do filme sul coreano "Haunters". O enredo acompanha o personagem interpretado por Tatsuya Fujiwara, um indivíduo que consegue controlar a mente de outras pessoas, que utiliza os seus poderes para cometer crimes. Este encontra um adversário no personagem interpretado por Takayuki Yamada, um indivíduo chamado Shuichi Tanaka, que parece ser a única pessoa imune aos poderes do antagonista, algo que promete conduzir a um conflito entre estes dois seres humanos que parecem ter nascido com habilidades semelhantes. 

"MonsterZ" estreia no Japão em 2014. Podem acompanhar o Rick's Cinema no Facebook em: https://www.facebook.com/RicksCinema

Baz Luhrmann pode realizar minissérie sobre Napoleão Bonaparte baseada no argumento de Stanley Kubrick

O Deadline noticiou que Steven Spielberg e a HBO encontram-se a cortejar Baz Luhrmann ("The Great Gatsby") para que o realizador dirija uma minissérie sobre Napoleão Bonaparte, que tem como base o argumento de... Stanley Kubrick. A bomba foi lançada no Festival de Cannes de 2013, quando Spielberg revelou a sua intenção em desenvolver o ambicioso projecto de Stanley Kubrick, que infelizmente nunca chegou a sair do papel.

Stanley Kubrick chegou a dirigir-se aos executivos dos estúdios numa carta a salientar que este seria o melhor filme de todos os tempos, no entanto, este ficou apenas com o epíteto de “the greatest movie never made”. Esta será uma das minisséries mais ambiciosas da HBO, embora o nome de Luhrmann ainda não esteja oficialmente confirmado.

Vale a pena recordar que Rupert Sanders foi recentemente contratado para realizar um filme sobre Napoleão Bonaparte, embora os projectos pareçam ser materiais bem distintos. 

26 novembro 2013

Novo poster de "One Chance"

Foi divulgado um novo poster de "One Chance", o filme biográfico sobre Paul Potts. Poster via IMP Awards.

O filme é realizado por David Frankel ("The Devil Wears Prada"), através do argumento de Justin Zackham."One Chance" conta no elenco com James Corden, Julie Walters, Mackenzie Crook, Colm Meaney, Jemima Rooper and Alexandra Roach, entre outros.

O enredo de "One Chance" centra-se em Paul Potts, um vendedor de telemóveis que viu a sua vida mudar para sempre ao surpreender tudo e todos na edição de 2007, do "Britain’s Got Talent". Potts cantou e encantou os jurados Simon Cowell e Piers Morgan, bem como o público ao cantar ópera. Hoje em dia, Potts é um cantor de ópera de sucesso.

"One Chance" estreou a 25 de Outubro de 2013 no Reino Unido. Podem acompanhar o Rick's Cinema no Facebook em: https://www.facebook.com/RicksCinema

Novo trailer de "Hercules: The Legend Begins"

Foi divulgado um novo trailer de "Hercules: The Legend Begins" (anteriormente "Hercules 3D"), um filme realizado por Renny Harlin ("5 Days of War") para a Millenium Pictures. Podem ver o trailer no final do post.

O filme conta com o argumento de Sean Hood e Daniel Giat. "Hercules: The Legend Begins" conta no elenco com Liam McIntyre ("Spartacus: War of the Damned"), Kellan Lutz ("Twilight"), Scott Adkins ("The Bourne Ultimatum"), entre outros.

 Sinopse: De acordo com a lenda, Alcmene (a mãe de Hércules) ficou grávida de Zeus, quando este surgiu disfarçado de Amphitryon, o marido desta, na ausência do último. No entanto, esta engravida também do seu marido. Destas duas relações, nascem gémeos: Hércules (o filho de Zeus) e Iphicles (o filho de Amphitryon). Hércules deseja apenas uma coisa: o amor de Hebe, a Princesa de Creta, que foi prometida ao irmão do protagonista. Quando Hércules descobre as suas origens, logo terá de escolher entre lutar pelo seu amor ou cumprir aquilo para que estava destinado e tornar-se um herói do seu tempo. 

"Hercules: The Legend Begins" estreia a 10 de Janeiro de 2014 nos EUA. Podem seguir o Rick's Cinema no Facebook em: https://www.facebook.com/RicksCinema 


Quatro novos posters de "Anchorman 2: The Legend Continues"

O IMP Awards divulgou quatro novos posters de "Anchorman 2: The Legend Continues", um filme realizado por Adam McKay. Podem ver os posters no final do post.

"Anchorman 2: The Legend Continues" é realizado por Adam McKay (realizador do primeiro filme), através do argumento do próprio. "Anchorman 2" conta no elenco com Will Ferrell, Steve Carell, Paul Rudd, David Koechner, Christina Applegate, Kristen Wiig, James Marsden, Dylan Baker, Meagan Good, Harrison Ford, Greg Kinnear e Josh Lawson.

O enredo de "Anchorman 2: The Legend Continues" ainda é desconhecido. "Anchorman: The Legend Continues" estreia a 20 de Dezembro de 2013, nos Estados Unidos da América. Podem seguir o Rick´s Cinema no Facebook em: https://www.facebook.com/pages/Ricks-Cinema


Novo trailer de "The Boxtrolls"

Foi divulgado um novo trailer de "The BoxTrolls", um filme de animação da Laika Studios, o estúdio de "Paranorman". Podem ver o trailer no final do post.

"The BoxTrolls" é realizado por Anthony Stacchi e Graham Annable, através do argumento de Alan Snow . O filme conta no elenco vocal com Ben Kingsley, Isaac Hempstead-Wright, Elle Fanning, Jared Harris, Toni Collette, Nick Frost, Richard Ayoade, Tracy Morgan e Simon Pegg.

O enredo de "The BoxTrolls" desenrola-se em Cheesebridge, uma cidade onde um conjunto de seres sai dos esgotos durante a noite para roubar o queijo e as crianças da população local. É nesta lenda que os locais sempre acreditaram. Na realidade, os Boxtrolls formam uma comunidade de seres estranhos e adoráveis, que cuidam de um rapaz humano órfão chamado Eggs, como se este fosse da sua espécie. Quando os Boxtrolls são alvo de um terrível exterminador que pretende terminar com a existência da comunidade, Eggs tem de sair dos esgotos para salvar aqueles que o criaram, indo aliar-se a uma jovem rapariga para salvar os Boxtrolls e a alma de Cheesebridge.

"The BoxTrolls" estreia a 26 de Setembro de 2014 nos EUA. Podem acompanhar o Rick's Cinema no Facebook em: https://www.facebook.com/RicksCinema 


"Become" - Novo TV Spot de "The Wolf of Wall Street"

Foi divulgado um novo TV Spot de "The Wolf of Wall Street", um filme realizado por Martin Scorsese. O vídeo promocional tem o título "Become" e pode ser visto no final do post.

"The Wolf of Wall Street" é realizado por Martin Scorsese ("Hugo"), através do argumento de Terence Winter ("Boardwalk Empire"). O filme conta no elenco com Kyle Chandler ("Super 8"), Leonardo DiCaprio ("Django Unchained"), Jonah Hill ("Moneyball"), Jean Dujardin ("The Artist"), Cristin Milioti ("Once"), Margot Robbie ("Pan Am"), Jon Bernthal ("L.A. Noir"), Rob Reiner ("All in the Family"), Kenneth Choi (remake de "Red Dawn"), P.J. Byrne ("Horrible Bosses"), Jon Favreau ("Iron Man"), Jake Hoffman ("Barney's Version") e Matthew McConaughey ("Magic Mike").

O filme é inspirado no livro de memórias da autoria de Jordan Belfort, um indivíduo que manipulou o mercado O livro foi lançado em Portugal pela Editorial Presença com o título "O Lobo de Wall Street" e tem a seguinte sinopse (site da Bertrand): "Esta é a autobiografia de Jordan Belfort, o então jovem corretor de Wall Street que nos anos 90 se sobrepôs à lógica da economia, manipulou o mercado bolsista e ganhou uma fortuna incalculável. Uma história verídica e fulgurante, escrita num registo confessional a que não é alheio um apurado sentido de humor, onde Belford relata ao pormenor a sua ascensão prodigiosa e queda inevitável. Chamavam-lhe «O Lobo de Wall Street», e a própria máfia colocou operacionais na sua empresa para aprenderem com os seus métodos. Uma leitura actual e aliciante que nos dá a conhecer os meandros do universo da bolsa nova-iorquina".

"The Wolf of Wall Street" estreia a 25 de Dezembro de 2013, nos Estados Unidos da América. Pode seguir o Rick´s Cinema no Facebook em: https://www.facebook.com/pages/Ricks-Cinema


Nicholas Stoller contratado para efectuar alterações no argumento de "Uptown Saturday Night"

De acordo com a Variety, o argumento do remake de "Uptown Saturday Night" necessita de algumas alterações. Nesse sentido, a Warner Bros. contratou Nicholas Stoller ("Forgetting Sarah Marshall") para efectuar as devidas mudanças no argumento. O filme será realizado por Adam McKay ("Step Brothers" e "The Anchorman"). Will Smith e Denzel Washington continuam ligados ao elenco principal.

Recorde-se que o filme original tinha como protagonistas, nada mais, nada menos, do que Sidney Poitier e Bill Cosby, dois amigos que vão para uma discoteca na parte mais fina da cidade, num sábado à noite. Entretanto, entra um grupo de bandidos encapuçados que rouba os patrões do estabelecimento, pedindo a todos que se despissem até ficarem em roupa interior. No dia seguinte, a personagem de Poitier descobre que ganhou a lotaria, mas que o bilhete, que lhe garantiria o prémio, ficou na carteira, roubada na noite anterior. Durante o resto do filme, os dois amigos irão tentar descobrir o famoso bilhete.

A mesma fonte adianta que as filmagens podem começar no Verão de 2014. Podem acompanhar o Rick's Cinema no Facebook em: https://www.facebook.com/RicksCinema