21 novembro 2013

Lisbon & Estoril Film Festival 2013 - Breve balanço da cobertura

Chegou ao fim a sétima edição do Lisbon & Estoril Film Festival, a segunda em que consigo cobrir, desta vez até com a ajuda do Hugo que viu quatro filmes e cometeu a heresia de não gostar do novo Jarmusch, que parece estar a dividir muito boa gente. Os problemas na cobertura do LEFF, com as habituais mudanças de regras complicam e muito as coberturas, mas perante uma programação tão vasta como a deste ano e com muita qualidade, seria pouco correcto perder mais do que estas linhas a dizer que seria fantástico cobrir o festival sem contrariedades. Isso não impediu termos trinta filmes cobertos, sendo com enorme prazer que consegui cobrir toda a retrospectiva dedicada a Wong Kar-Wai, bem como toda a retrospectiva dedicada a James Gray, para além da visualização dos seus filmes mais recentes, um dos quais uma obra-prima. Falo de "The Immigrant" pois claro, um filme negro, onde os sentimentos são expostos como em poucas obras, no qual Joaquin Phoenix e Marion Cotillard têm interpretações assombrosas. Esta foi também uma das primeiras edições de festivais que cubro onde tive a coragem de ver aquilo que queria, deixando de lado os filmes em competição e explorando filmes que tanto prazer me deram ver, num (re)descobrir do cinema e da sua história. É verdade que na edição anterior foi dada grande atenção a Hou Hsiao-hsien, mas sinto que poderia e deveria ter dado mais destaque a Monte Hellman, Artavazd Peleshyan, Brian De Palma, entre outros. Nesta edição apenas me posso lamentar pelo pouco destaque dado a Sokurov, mas certamente estará representado ao longo dos próximos tempos. A qualidade dos textos nem sempre é a melhor, é verdade, mas o empenho ao longo destes onze dias foi o máximo (e as horas de sono muito poucas), onde o facto de algumas obras estarem disponíveis em DVD e Blu-Ray (e até por outros meios menos lícitos) não me impediu para na maioria dos casos ver ou rever os filmes em sala. Felizmente em alguns casos o público aderiu, algo visível em sessões como "My Blueberry Nights", "Madame Bovary" de Vincente Minnelli, entre outras.

  Uma das críticas que encontrei ao festival é que este é demasiado comercial. É verdade que o LEFF é um dos festivais nacionais mais comerciais, que a sua programação nem sempre é organizada (veja-se "2046" ser exibido no Monumental antes de "In the Mood For Love" e "O Sol" ser exibido antes de "Taurus" no Espaço Nimas), mas tomara que todos aliassem esse lado comercial a exibir obras de John Ford, Wong Kar-Wai, James Gray, Claude Chabrol, George Cukor, Aleksandr Sokurov, entre outros e permitissem que novos públicos descobrissem algumas obras destes cineastas ou redescobrissem as mesmas. Já tinha visto "As Vinhas da Ira" e boa parte dos filmes de Wong Kar-Wai em casa, mas a experiência de ver em sala é totalmente diferente (cada vez mais apaixonado pela sua obra), mesmo quando no caso do primeiro até tive de levar com um casal que não se calava, telemóveis a tocar e pessoas que acham que a sala é um café para conversar, mas mais escurinho e sossegadito. De salientar ainda o atendimento nas bilheteiras, apesar das constantes mudanças de regras foram sempre prestáveis e prontos a esclarecer esta pessoa sobre a afluência das salas. Este festival marca ainda o início de uma procura de dedicar ciclos a realizadores e reduzir as notícias. Não sei se irei conseguir manter essa situação, embora um ciclo com críticas a filmes de Hong Sang-soo esteja já em preparação, continuando a procura de destacar o cinema asiático da pior maneira: com as minhas críticas. No cômputo geral, tivemos 30 filmes cobertos, que passo desde já a apresentar os links, organizados consoante a secção (AS - Aníbal Santiago; HB - Hugo Barcelos):

Fora de Competição:

- The Immigrant (AS): http://bogiecinema.blogspot.pt/2013/11/resenha-critica-immigrant.html
 
- Vénus de Vison (AS): http://bogiecinema.blogspot.pt/2013/11/resenha-critica-la-venus-la-fourrure.html


- Le Passé (AS): http://bogiecinema.blogspot.pt/2013/11/resenha-critica-le-passe-o-passado.html

- Sacro GRA (HB): http://bogiecinema.blogspot.pt/2013/11/resenha-critica-sacro-gra.html

- Only Lovers Left Alive (HB): http://bogiecinema.blogspot.pt/2013/11/resenha-critica-only-lovers-left-alive.html


- Fruitvale Station (HB): http://bogiecinema.blogspot.pt/2013/11/resenha-critica-fruitvale-station.html

- The Grandmaster (AS): http://bogiecinema.blogspot.pt/2013/11/resenha-critica-grandmaster-o-grande.html

- La Vie d'Adèle (AS): http://bogiecinema.blogspot.pt/2013/11/resenha-critica-la-vie-dadele-vida-de.html



Em Competição:

Harmony Lessons (HB): http://bogiecinema.blogspot.pt/2013/11/resenha-critica-harmony-lessons.html



Homenagem a Wong Kar-Wai (tudo AS):

- As Tears Go By: http://bogiecinema.blogspot.pt/2013/11/resenha-critica-as-tears-go-by-ao-sabor.html

- Days of Being Wild: http://bogiecinema.blogspot.pt/2013/11/resenha-critica-days-of-being-wild.html

- Ashes of Time Redux: http://bogiecinema.blogspot.pt/2013/11/resenha-critica-ashes-of-time-redux.html

- Chungking Express: http://bogiecinema.blogspot.pt/2013/11/resenha-critica-chungking-express.html

- Fallen Angels: http://bogiecinema.blogspot.pt/2013/11/resenha-critica-fallen-angels-anjos.html

- Happy Together: http://bogiecinema.blogspot.pt/2013/11/resenha-critica-happy-together-felizes.html

- In the Mood For Love: http://bogiecinema.blogspot.pt/2013/11/resenha-critica-in-mood-for-love.html

- 2046: http://bogiecinema.blogspot.pt/2013/11/resenha-critica-2046.html

- My Blueberry Nights: http://bogiecinema.blogspot.pt/2013/11/resenha-critica-my-blueberry-nights.html

Homenagem a James Gray (tudo AS):

Little Odessa: http://bogiecinema.blogspot.pt/2013/11/resenha-critica-little-odessa.html

The Yards: http://bogiecinema.blogspot.pt/2013/11/resenha-critica-yards-nas-teias-da.html

We Own the Night: http://bogiecinema.blogspot.pt/2013/11/resenha-critica-we-own-night-nos.html

Two Lovers: http://bogiecinema.blogspot.pt/2013/11/resenha-critica-two-lovers-duplo-amor.html

Cinema e Literatura (tudo AS - todos vistos em sala de cinema):

- Madame Bovary de Vincente Minnelli: http://bogiecinema.blogspot.pt/2013/11/resenha-critica-madame-bovary-1949.html

- Madame Bovary de Claude Chabrol: http://bogiecinema.blogspot.pt/2013/11/resenha-critica-madame-bovary-1991.html

- Tobacco Road: http://bogiecinema.blogspot.pt/2013/11/resenha-critica-tobacco-road-estrada-do.html

- The Diary of a Chambermaid: http://bogiecinema.blogspot.pt/2013/11/resenha-critica-diary-of-chambermaid.html

- The Grapes of Wrath: http://bogiecinema.blogspot.pt/2013/11/resenha-critica-grapes-of-wrath-as.html

- A Double Life: http://bogiecinema.blogspot.pt/2013/11/resenha-critica-double-life-abraco.html


Rupturas:

Walkower: http://bogiecinema.blogspot.pt/2013/11/resenha-critica-walkower.html


Homenagem a Aleksandr Sokurov

Moloch (AS): http://bogiecinema.blogspot.pt/2013/11/resenha-critica-moloch.html

Filmes vistos posteriormente: 

- Inside Llewyn Davis (AS): http://bogiecinema.blogspot.pt/2013/12/resenha-critica-inside-llewyn-davis.html

- Gloria (AS): http://bogiecinema.blogspot.pt/2014/03/resenha-critica-gloria-2013.html

- Like Father, Like Son (AS): http://bogiecinema.blogspot.pt/2013/12/resenha-critica-like-father-like-son.html

- Miele (AS): http://bogiecinema.blogspot.pt/2014/03/resenha-critica-miele-mel.html

- Vic + Flo Viram um Urso (AS): http://bogiecinema.blogspot.pt/2014/03/resenha-critica-vic-flo-viram-um-urso.html




Sem comentários: